PF apreende celulares de Jair Bolsonaro e Michelle

Nesta quarta-feira (3), a Polícia Federal realizou uma operação de busca e apreensão na residência do ex-presidente Jair Bolsonaro e da ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro, em Brasília. Os celulares do casal foram apreendidos como parte da investigação sobre a possível fraude no cartão de vacinação para obter autorização de viagem aos Estados Unidos, sem ter que cumprir as exigências sanitárias de imunização contra a Covid-19.

O mandado de busca e apreensão foi autorizado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, que determinou a ação da PF para investigar a possível fraude. Segundo informações, Bolsonaro e seus familiares teriam utilizado um esquema para burlar as regras sanitárias e realizar a viagem aos Estados Unidos sem estarem completamente imunizados contra a Covid-19.

Até o momento, o ex-presidente não se pronunciou sobre a ação da PF. No entanto, uma fonte anônima próxima a Bolsonaro declarou que o ex-presidente considera a operação uma “tentativa de perseguição política” e que “não tem nada a esconder”.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, foram informados sobre a operação logo nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira. A operação da PF acontece no mesmo dia em que Lula e José Múcio têm um almoço marcado com o comando do Exército.

A investigação sobre a possível fraude no cartão de vacinação para obter a autorização de viagem aos Estados Unidos ainda está em andamento e os celulares do ex-presidente e da ex-primeira-dama serão analisados pela Polícia Federal para obter mais informações sobre o caso.