PL deve combater diferença salarial entre homens e mulheres

Na semana do Dia Internacional da Mulher, celebrado nesta quarta-feira, vemos o panorama de uma sociedade em que as mulheres lutam e conquistam cada vez mais espaço. Mas nem tudo é flores, ainda há muitos desafios a serem superados. Há um ano, por exemplo, um levantamento baseado nos dados do IBGE apontou que mulheres recebiam…

Na semana do Dia Internacional da Mulher, celebrado nesta quarta-feira, vemos o panorama de uma sociedade em que as mulheres lutam e conquistam cada vez mais espaço. Mas nem tudo é flores, ainda há muitos desafios a serem superados.

Há um ano, por exemplo, um levantamento baseado nos dados do IBGE apontou que mulheres recebiam salários 20% menores em comparação aos homens, mesmo estando no mesmo cargo e com o mesmo nível de escolaridade. Essa diferença deixa marcas profundas de desigualdade que repercutem e fortalecem uma estrutura sexista em nossa sociedade.

Temos, então, uma perspectiva de mudança: nesta quarta, o Governo Federal deve anunciar um PL com o objetivo de tornar mais rígida a punição para empresas que pratiquem o pagamento discriminatório de salários.

A mudança foi anunciada por Tebet, ministra do Planejamento e Orçamento, a qual espera que, com uma multa maior, as empresas se atentem a igualdade nos salários e, assim, esse atraso não faça mais parte da realidade das mulheres brasileiras.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *