Sabe o que é a Esporotricose? Entenda a preocupante doença dos gatos e seu avanço no Brasil

A esporotricose, uma doença micótica que causa lesões na pele, está se espalhando de maneira alarmante em algumas regiões do Brasil, bem como em países vizinhos, como Argentina, Paraguai, Uruguai e Chile. Considerada uma zoonose, a enfermidade continua a preocupar as autoridades de saúde, com alertas recentes do infectologista Flávio Telles, coordenador do Comitê de Cicotologia da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) e professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), durante o 23º Congresso Brasileiro de Infectologia em Salvador.

A esporotricose é causada pelo fungo Sporothrix brasiliensis, e outra variante, o Sporothrix schenckii, encontrado em plantas, palhas, fragmentos de vegetais e fibras. Os agricultores e trabalhadores rurais estão em risco, especialmente devido à exposição a esses materiais. Flávio Telles enfatiza que, no Brasil, a transmissão ocorre principalmente através de gatos, com 90% dos casos atribuídos ao Sporothrix brasiliensis. É importante ressaltar que cães e humanos não são portadores da doença, apenas gatos.

A preocupação em relação à esporotricose já vinha crescendo na comunidade científica devido ao aumento significativo nos casos registrados no Brasil. Em uma década, a taxa de contaminação no estado do Rio de Janeiro aumentou alarmantes 162%, passando de 579 casos em 2013 para 1.518 em 2022, de acordo com dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan).

Os números são igualmente preocupantes entre crianças menores de 15 anos, com um aumento de 653% nos casos entre 2013 e 2022, indo de 26 para 196 casos. Essa tendência já estava presente em outros estados, como São Paulo e Minas Gerais, no final de maio.

No entanto, vale destacar que não existe uma notificação compulsória a nível nacional para a esporotricose no Brasil. Isso significa que, em muitos casos, o diagnóstico não é oficialmente registrado e relatado às autoridades de saúde. A notificação compulsória é adotada em alguns municípios e estados, como no Mato Grosso do Sul.

O que é a Esporotricose?

A esporotricose é uma doença causada por fungos da família Sporothrix, encontrados na natureza em diversos materiais orgânicos, como espinhos, farpas, gravetos, plantas, terra, palha e madeira. A infecção ocorre quando uma pessoa ou animal entra em contato com esses materiais e sofre lesões na pele, permitindo a entrada do fungo.

Cães e gatos também podem contrair a esporotricose e, posteriormente, infectar seres humanos através de arranhões, mordidas ou até mesmo gotículas de espirro. É por esse motivo que a doença é classificada como uma zoonose, ou seja, uma enfermidade que pode ser transmitida de animais para humanos. Importante ressaltar que a esporotricose não é transmitida de pessoa para pessoa.

Diante do avanço preocupante dessa doença, é fundamental que as autoridades de saúde e a comunidade em geral estejam alertas para adotar medidas preventivas e buscar tratamento adequado em caso de infecção. A conscientização e a educação sobre a esporotricose desempenham um papel fundamental na contenção dessa enfermidade em expansão.

Com informações da Folha de SP