Saiba como funciona o “Desenrola”, programa do Governo Federal para renegociação de dívidas

O Desenrola é um programa do Governo Federal que visa a facilitar a renegociação de dívidas de brasileiros com renda de até dois salários mínimos, inscritos em cadastros como o Serasa, por exemplo. O programa está sendo formulado em parceria com os bancos públicos. O objetivo do Desenrola é possibilitar a renegociação de dívidas entre…

O Desenrola é um programa do Governo Federal que visa a facilitar a renegociação de dívidas de brasileiros com renda de até dois salários mínimos, inscritos em cadastros como o Serasa, por exemplo. O programa está sendo formulado em parceria com os bancos públicos.

O objetivo do Desenrola é possibilitar a renegociação de dívidas entre empresas credoras e pessoas físicas em uma plataforma própria que está sendo desenvolvida.

A plataforma do “Desenrola Brasil’ deve abrir em setembro para o público da faixa 1 – cerca de 40 milhões de pessoas. Já em julho, as empresas credoras poderão cadastrar as dívidas das pessoas da faixa 1 na plataforma. A adesão de empresas e devedores é voluntária, e dos leilões de desconto estão previstos para começar em agosto.

Quais são as faixas

A faixa I do Desenrola Brasil destina-se a devedores que recebem até dois salários-mínimos ou estão inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Para esse grupo, o programa oferecerá recursos como garantia para a renegociação de dívidas bancárias e não bancárias, desde que o valor total de negativação não ultrapasse R$ 5.000.

O pagamento das dívidas poderá ser feito à vista ou por meio de financiamento bancário em até 60 meses, sem entrada, com juros de 1,99% ao mês e primeira parcela após 30 dias. Essas transações poderão ser realizadas pelo celular. No caso de parcelamento, o pagamento poderá ser feito por débito em conta, boleto bancário e pix. O pagamento à vista será feito através da Plataforma, com o valor repassado diretamente ao credor.

Por exemplo: uma dívida que originalmente era de R$ 1.000 poderá ser renegociada para R$ 350. O devedor poderá escolher entre pagar à vista ou financiar os R$ 350 com as condições mencionadas acima.

Quanto às demais faixas, destinadas para outros públicos, o governo ainda forneceu maiores informações.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *