Sampaoli não é mais técnico do Flamengo; Tite deve assumir equipe

Jorge Sampaoli não ocupa mais o posto de técnico do Flamengo, tradicional equipe carioca. A decisão foi tomada durante uma breve reunião, com duração inferior a 10 minutos, realizada em um hotel situado na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, na última quinta-feira. Esta decisão vem apenas quatro dias depois de um empate com o São Paulo, que resultou na perda do título da Copa do Brasil para o Flamengo.

A reunião, convocada para discutir o futuro do técnico argentino no clube, foi categorizada como “rápida e tranquila” pelo vice de futebol do Flamengo, Marcos Braz. “Foi bem rápida, bem tranquila. Um advogado e mais uma outra pessoa. Foi bem rápida até pelo assunto. Vamos lá, vida que segue, vamos fazer o que temos que fazer”, afirmou Braz. Ele também negou que haja conversas em andamento para contratar Tite, outro renomado técnico de futebol.

Além de Marcos Braz, estiveram presentes pelo Flamengo, o diretor-executivo Bruno Spindel. Representando Sampaoli, compareceram o empresário Dani Monti e o coordenador Gabriel Andreata, que, como Sampaoli, também está de saída do clube.

Devido à rescisão de contrato, que originalmente iria até o final de 2024, o Flamengo deverá arcar com uma multa rescisória de 1,8 milhão de euros, o equivalente a aproximadamente 9,5 milhões de reais na cotação atual. Vale destacar que o valor inicial da rescisão no início do contrato era de 2,5 milhões de euros (cerca de 13,3 milhões de reais), quantia que foi se atenuando proporcionalmente ao período trabalhado por Sampaoli no clube.

Todas as apostas, agora, são pela contratação do ex-técnico da seleção brasileira, Tite, para substituir Sampaoli.