Sede do MST é pichada com suásticas e palavra ‘mito’

A unidade do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) de Caruaru, em Pernambuco, foi alvo de ataques na madrugada de sábado, dia 12. O caso veio a público nesta segunda-feira, 14, quando a entidade divulgou imagens do atentado, com pichações de símbolos nazistas e a palavra “mito” nas paredes. Até o momento não há…

Foto: MST

A unidade do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) de Caruaru, em Pernambuco, foi alvo de ataques na madrugada de sábado, dia 12. O caso veio a público nesta segunda-feira, 14, quando a entidade divulgou imagens do atentado, com pichações de símbolos nazistas e a palavra “mito” nas paredes.

Até o momento não há suspeitos do ataque. Foi registrado boletim de ocorrência na delegacia de Polícia Civil de Caruaru, que vai investigar o caso. Ninguém ficou ferido.

De acordo com relato do MST, testemunhas teriam visto quatro homens com camisas amarelas invadindo o Centro de Formação Paulo Freire, localizado no assentamento Normandia, por volta das 3h. Um evento era realizado em um parque em frente ao assentamento, o que teria facilitado o acesso do grupo.

Além dos danos causados pelas pichações, um princípio de incêndio consumiu parte da moradia da coordenadora do centro, destruindo o telhado, camas e pertences pessoais.

Fonte: Estadão


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *