Sesap divulga recomendações para evitar aumento de casos de Covid-19 no RN

Com o atual período sazonal de circulação de vírus respiratórios e a necessidade de evitar o aumento de casos de Covid-19 no Rio Grande do Norte, a Secretaria de Saúde Pública (Sesap) do estado e o Comitê de Especialistas se reuniram na segunda-feira (14) para debater estratégias de enfrentamento às doenças. De acordo com a…

Com o atual período sazonal de circulação de vírus respiratórios e a necessidade de evitar o aumento de casos de Covid-19 no Rio Grande do Norte, a Secretaria de Saúde Pública (Sesap) do estado e o Comitê de Especialistas se reuniram na segunda-feira (14) para debater estratégias de enfrentamento às doenças.

De acordo com a Sesap, as recomendações sugerem atenção para a vacinação em todas as idades, isolamento em casos positivos ou sintomáticos e ampliação da capacidade de vigilância genômica no estado. Além disso, o orgão orienta a maior abertura de horários e pontos de vacinação, seja para promover o acesso a imunização, ou mesmo destacar a importância da Testagem e notificação através da plataforma Notifica RN.

“Precisamos fazer este alerta para que caso exista aumento do número de casos no estado e internações, possamos estar preparados e principalmente precaver a população para que cada um faça a sua parte, principalmente com atenção às suas doses da vacinação contra a Covid-19”, disse Lyane Ramalho Secretaria adjunta da Sesap e membro do Comitê Cientifico.

O RN hoje está com a taxa de ocupação de leitos em 37%, sem fila de espera e com casos diários entre 4 a 15 confirmados, sem óbitos. Quanto à vacinação, a porcentagem preocupa o Comitê. São 95% da população vacinada com a primeira dose (D1), 87% com a segunda dose (D2). 55% de vacinados com a primeira dose de reforço (D3) e apenas 21% com a segunda dose de reforço (D4). “Precisamos clamar a população para que vão aos postos de saúde. Só assim conseguiremos atravessar este vírus com maior controle e menos óbitos”, reflete Lyane Ramalho.

Confira as recomendações:

1) Iniciar a vacinação da D5 para idosos, em conjunto com a vacinação já
disponível para pessoas imunocomprometidas, e a D4 entre aqueles que não
vacinaram;
2) Implementar canal de ouvidoria junto à Imunização da SUVIGE/CVS/SESAP
para receber denúncias sobre a vacinação e salas de vacina;
3) Ampliar o horário de vacinação e pontos de vacinação;
4) Ampliar a capacidade de vigilância genômica no RN;
5) Fazer tratativas com o Ministério da Saúde, em conjunto com o CONASS,
para aquisição de vacinas de nova geração;
6) Retomar o uso de máscaras faciais, como recomendação, de forma não
obrigatória, em situações de ambientes fechados;
7) Estimular que os profissionais de saúde e farmácias procedam à notificação
dos casos;
8) Os estabelecimentos de ensino da educação básica devem estimular pais e
responsáveis a vacinar suas crianças e adolescentes e contribuir como local de
vacinação de seus educandos, sobretudo com a retomada das atividades
escolares das redes estadual e municipal;
9) Realizar busca ativa da população que está atrasada em relação à segunda,
terceira e quarta doses, ou que ainda não foi vacinada;
10) Promover e estimular que as gestões municipais e os profissionais de
saúde solicitem a testagem ampliada de todos os sintomáticos e testagem
populacional estratificada, com a notificação dos casos;
11) A Atenção Primária à Saúde dos municípios, em conjunto com os
NUREVEs das URSAPs, devem proceder ao monitoramento e
acompanhamento dos casos ainda ativos, promovendo o isolamento social;
12) Reforçar a comunicação acerca de que todo paciente sintomático
respiratório deve realizar o distanciamento social e usar a máscara.

Fonte: TN


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *