Só no RN, mais 20 mil benefícios do Bolsa Família foram cancelados

22.240 benefícios do Bolsa Família no Rio Grande do Norte em 2023 foram cancelados este ano, de acordo com o Relatório de Avaliação da Controladoria-Geral da União (CGU) de março último.

Esse número representa aproximadamente 4,44% dos beneficiários no estado, levando em consideração a quantidade de famílias usuárias divulgada pelo Governo Federal em setembro de 2022, que totaliza cerca de 500,3 mil famílias. Dos cancelamentos, 19,7 mil famílias tiveram o benefício suspenso devido à renda superior ao exigido, enquanto 2,5 mil famílias foram canceladas devido à desatualização cadastral por mais de dois anos.

O relatório revela que, desde 24 de fevereiro, aproximadamente 1,4 milhão de famílias em todo o Brasil tiveram seus benefícios cancelados pela SENARC devido à renda per capita mensal familiar que indicava estar acima do limite estabelecido para a manutenção do benefício do Programa Auxílio Brasil (antigo Bolsa Família). A expectativa é que mais benefícios sejam bloqueados nos próximos dias.

Em Natal, a procura pelo Cadastro Único (CadÚnico), localizado na Ribeira, tem aumentado nos últimos meses, principalmente devido aos bloqueios nos benefícios. Uma das pessoas afetadas é Luzinete, cujo benefício foi bloqueado há dois meses. Ela estava acompanhada de sua vizinha, Joana D’arc, de 48 anos, que a auxiliava nas questões burocráticas. Segundo Joana, o cadastro de Luzinete foi atualizado há cerca de seis meses, tornando o bloqueio indevido.