Universidades públicas se preparam para maior duração dos ataques no RN

As universidades do estado do Rio Grande do Norte têm tomado medidas para garantir a segurança de seus alunos e trabalhadores, diante da onda de ataques criminosos dos últimos dias. A expectativa é que as avaliações dos cenários atuais ajudem a definir o momento adequado para o retorno das atividades presenciais. A Universidade Federal do…

As universidades do estado do Rio Grande do Norte têm tomado medidas para garantir a segurança de seus alunos e trabalhadores, diante da onda de ataques criminosos dos últimos dias. A expectativa é que as avaliações dos cenários atuais ajudem a definir o momento adequado para o retorno das atividades presenciais.

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) informou em nota que as atividades presenciais permanecem suspensas, com nova avaliação do cenário a ser realizada até o final do dia da próxima segunda-feira (20). A medida foi tomada para preservar a segurança da comunidade universitária.

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) também emitiu nota, mantendo suspensas as atividades presenciais acadêmicas e administrativas nos campi da instituição até a quarta-feira (22). A decisão foi tomada em reunião da Reitoria com os diretores dos campi, representantes do Fórum de Diretores, Fórum de Chefes de Departamentos e equipe, levando em consideração a prioridade da segurança da comunidade acadêmica e a mobilidade.

Já a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) decidiu pela suspensão das aulas presenciais até o dia 24 de março. Durante esse período, não serão computadas as frequências dos alunos e não serão realizadas atividades avaliativas. As atividades administrativas, excepcionalmente, acontecerão de forma remota, exceto as de caráter essencial para o funcionamento da universidade.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *