URGENTE: clima da eleição aponta para semanas tumultuadas no Brasil; risco de escalada na violência é real

O 2º turno da eleição presidencial não foi apenas marcado pelo baixo nível dos debates e pela falta de ideias. Se destacaram também os episódios de violência política e sobretudo um clima favorável à violência política que pode ter graves consequências para a democracia brasileira.

De atentados reais a fictícios, declarações dúbias e ameaças até ao descumprimento de ordens do TSE por parte de um órgão oficial do Estado, a PRF, o clima que se cria é de maior instabilidade e estímulo ao descumprimento da lei.

Muitas decisões do TSE são questionáveis e terão de ser debatidas, pelo bem da democracia. Contudo, nada justifica a forma como a legalidade vem sendo desautorizada por autoridades públicas.

Os gestos importam, e muito. Dá-se à sociedade um aval simbólico para a escalada da intolerância e da violência política. Como irão reagir os setores mais extremados da sociedade brasileira ao resultado da urnas está cada vez mais indefinido. O que há, hoje, é um preocupante clima de vale-tudo.