Vietnã 2? Começam mobilizações internas pela saída de países da Guerra na Ucrânia

Mais de 11 mil pessoas assinaram uma petição disponibilizada no site oficial do Parlamento britânico, com o objetivo de pressionar o governo a realizar um referendo sobre o fornecimento de armas ao regime de Kiev, na Ucrânia. A petição busca, pelo menos, uma mudança na política governamental em relação às sanções econômicas contra a Rússia,…

Mais de 11 mil pessoas assinaram uma petição disponibilizada no site oficial do Parlamento britânico, com o objetivo de pressionar o governo a realizar um referendo sobre o fornecimento de armas ao regime de Kiev, na Ucrânia. A petição busca, pelo menos, uma mudança na política governamental em relação às sanções econômicas contra a Rússia, que têm impactado o país, levando ao aumento dos preços, principalmente no setor de energia.

Os signatários da petição também defendem que o Reino Unido adote uma postura de neutralidade pacífica em relação ao conflito ucraniano. Eles acusam as autoridades britânicas de tomar partido em favor de um dos lados do conflito, ignorando a opinião dos cidadãos afetados pelas consequências econômicas.

Dentre as razões apontadas pelos signatários estão o aumento do preço da energia, o aumento do custo de vida, das taxas de juros, da inflação, do desemprego, dos impostos e das taxas. Além disso, eles alegam que o fornecimento de armas está provocando greves, danos comerciais e redução dos serviços governamentais.

Sem o pacifismo hippie dos anos 1970, vemos a perspectiva de repetição da história, com a mobilização das populações pela saída de seus países do conflito que se estende sem horizonte de solução imediata.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *