Vivi pra ver: Globo critica monopólio da comunicação

O mundo dá voltas, e com a “PL das fakenews” subindo no telhado, as grandes empresas da mídia brasileira caíram em campo. Defendem o combate às fakenews divulgando fakes. Faça um teste, leia o texto do projeto, veja o que de fato ele traz de novidade e encontre um mecanismo efetivo de combate às fakes.

Agora, procure por artigos que incluem medidas como gerar receitas para a Globo. Por que tal medida precisa de urgência?

Agora, a Globo denuncia que as big techs estão abusando do poder econômico e fazendo propaganda contra o projeto em interesse próprio. Pintam as empresas da internet como contrárias à regulamentação das redes. Procure ler a posição oficial do Google, por exemplo, sobre o tema. Veja como o discurso é distorcido ao ser comentado na televisão.

Um comentarista oficial da Globo chegou a fazer esforços para defender que os órgãos de imprensa podem ter opinião, mas os individuos (CPFs), não. Isso porque a Justiça teria a quem acionar. Oras, não há lei neste país contra calúnia e difamação?

Confesso que passei algumas horas embasbacado diante da TV vendo o grande exercício de mentiras (fakes) que Rede Globo tem difundido, em nome do combate às fakenews.